Tecnologia

Pesquisa e desenvolvimento

O Departamento técnico da Mundi-EPS busca continuamente a satisfação e soluções que atendam as necessidades de seus clientes. A excelência profissional e tecnologias de ponta, com equipamentos importados e nacionais de última geração, são os nossos diferenciais no mercado de EPS.

O que é o EPS ?

O EPS (Poliestireno Expandido) conhecido popularmente como isopor é um plástico celular rígido, resultado do polimerização do estireno em água cujo o produto final são pérolas de até 3 milímetros, que se destinam a expansão. Essas pérolas aumentam até 50 vezes seus tamanhos originais, por meio de vapor se fundem e moldam em formas diversas.

Saiba mais.

O poliestireno expandido, usualmente chamado de EPS, é uma matéria plástica derivada do petróleo, normalizada pela Norma Brasileira NBR 11752, constituindo-se em uma espuma termoplástica, classificada como um material rígido tenaz.

No estado compacto, o poliestireno é um material rígido, incolor e transparente. Para a obtenção do poliestireno expandido, na fase de polimerização, que é a última transformação indicada, adiciona-se um elemento expansivo, usualmente o pentano, que é um hidrocarboneto que entra em ebulição à temperatura ambiente.

Nessa mesma fase, são acrescentados outros aditivos que melhoram as propriedades do poliestireno, particularmente sua resistência ao fogo, apresentando-se então o material sob uma forma granulada, de aspecto vítreo.

Para a obtenção dos blocos de poliestireno expandido, o material é submetido a um processo de sinterização sob ação de vapor saturado, produzindo-se uma expansão dos grânulos de poliestireno vítreo em cerca de 20 a 50 vezes o volume inicial, obtendo-se então os diferentes tipos de EPS.

A espuma assim obtida contém 98% de ar e 2% de matéria sólida na forma de poliestireno. Um metro cúbico de EPS possui de 3 a 6 bilhões de glóbulos fechados e cheios de ar, que garantem-lhe suas peculiares propriedades físicas, de extrema leveza e de excelente isolante termo-acústico.